domingo, 31 de janeiro de 2010

Pensei que ela tinha ido embora, mas




voltou.
Como está chovendo nesta terra, está parecendo Tocantins!!!
É que agora, vou passar uns meses na minha cidade, Pederneiras.
Último dia do mês, pensei que ia parar, mas à tarde veio um tempo feio.
Mas podem achar que eu sou louca, mas eu adoro essas tempos carregados, com vento e raios.
Eu acho lindo, mas logicamente não quero morrer disso.
Apesar de todo movimento, o pesado deve ter caído em outro lugar, aqui caiu uma chuvinha calma.
Em Tocantins também forma cada tempo de chuva, com muitos raios, mas passa logo.Veja que diferença de cenário:
Tempo preto aqui, e uma chuva dourada lá, cada qual com sua beleza.
Fora um lindo arco-íris pra acompanhar.


video

sábado, 30 de janeiro de 2010

Tapetes enganchados - Rug Hooking






Tempos atrás, quando ainda passava o programa da Martha Stewart, na Sky, ela fez uma entrevista com uma rug hooker.
Na época achei interessante, mas a única coisa que tinha visto parecido com aquilo era em uma revista da Burda, que tinha um tapete parecido com o dito trabalho.
Bom, o tempo passou, e a internet ficou cada vez mais rica em informações, sendo assim, uma vez mais encontrei , sem querer, o artesanato.
Ele é parente do ponto russo e da agulha mágica.
Feito sobre juta ou algo similar, usa agulhas bem parecidas com as de crochet.
Acho que antigamente, elas eram usadas e depois adaptadas para o vai e vem do punho para se fazer o projeto.
Eles usam tecidos de lã cortados em fitas, mas pode-se usar qualquer um.
Para fazer as tiras, usam cortadores com bobinas de diferentes espessuras.
Esse artesanato, antigamente, era feito pelos pobres, e só agora se tem feito o resgate de sua história, porque não havia registro de sua origem, em revista ou livros antigos.
Como os tecidos eram preciosos, depois de terem sido usados em roupas, eles cortavam em tiras, para tapetes (rug hooking), ou em quadrados, para colchas de retalhos (patchwork). Não se perdia nada.
E esse conceito de reaproveitamento, que me chamou a atenção, uma verdadeira reciclagem, já que os tecidos duram centenas de anos.
Eu estou tentando fazer com que eu tenho, já que no Brasil não existe material para esse trabalho.
Pedi para minha irmã que mora na Inglaterra, comprar as agulhas.
Quanto as tiras, estou cortando tudo que é roupa velha, para testes, mas não é fácil.
Queria tanto fazer uma bolsa com tiras de jeans!!!.
Vou por algumas fotos, mas se quiserem saber mais procurem por RUG HOOKING, na internet,
e vocês vão encontrar muita coisa!
O máximo é que quando o Google traduz, fica prostituta ( hooker), para quem faz este trabalho!!!
É um artesanato muito popular nos Estados Unidos e Canadá.















sábado, 9 de janeiro de 2010

Ai!!! cadê o agulheiro ?




Outro dia, depois de ficar horas bordando sentada no sofá, esqueci um alfinete.
Por mal dos pecados, meu marido sentou e cravou o alfinete na poupança.
Aí, já viu o faltório, mas coitado, deve ter doído muito.
Eu num usei agulheiro, ponho tudo em várias embalagens de minis-M&M.
Para não usar o sofá como agulheiro, procurei na internet , algo bonito e rápido de fazer, já que estou sem tempo.
Encontrei um monte, de todo jeito, mas fiquei encantada com um feito de blusas de tricot velhas.
Pensei em usar meias ou até mesmo camisetas velhas no lugar das blusas. No lugar da cereja em cima acho que vou por um botão, que eu tenho, no formato de morango.
Ainda não fiz, , mas vou postar, para não perder o arquivo.
O passa a passo está em inglês, mas é fácil de entender.
Aliás, pode ser um ótimo presente!




LinkWithin

Related Posts with Thumbnails